logo-branco.png

15 de julho de 2024

Previsões do tempo eleitoral. Por Zeno

Zeno escreve artigo sobre pesquisas eleitorais e previsões do tempo, embora baseadas em ciência, são recebidas com olhares críticos distintos. A previsão do tempo é parte do cotidiano, enquanto pesquisas eleitorais enfrentam maior ceticismo, especialmente em um cenário político polarizado.

Ao divulgar pesquisa eleitoral ou previsão do tempo os veículos de comunicação motivam olhares críticos diferentes, embora existam várias semelhanças entre os dois tipos de serviço informativo.

Ambos têm base científica, são estimativas, podem acertar ou errar. Tanto uma quanto a outra é causa de discussão, de conceituar bem ou mal a fonte, sendo que a pesquisa eleitoral mais provavelmente vai ser mais desacreditada por que está atrás nas intenções de votos.

Acompanhar a previsão do tempo se incorporou ao cotidiano diário das pessoas, mesmo para quem não dependa diretamente das consequências do clima. Além disso, multiplicam-se opções de consultas gratuitas e abertas indicando as tendências do clima em tempo real ou futuro para qualquer lugar do planeta.

Para as pesquisas eleitorais o olhar é bem mais exigente e crítico, desacreditado até, dependendo das circunstâncias. Envolve crenças políticas e partidárias que via de regra geram aceitação e até comemoração de resultados, desde que favoráveis, ou então um olhar crítico e duvidoso da veracidade dos dados, no caso de outras posições que não a de liderança.

Um fator relevante precisa ser considerado, o cenário político nacional está protagonizado por fortes ideologismos: Bolsonaro mais antipetismo contra Lula mais antibolsonarismo, especialmente em Santa Catarina, o que torna as eleições municipais mais efervescentes, já no seu período prévio. Por consequência, poderá acarretar em maior intensidade a realização e divulgação de pesquisas eleitorais.

Assim, empresas de pesquisas ganham mais visibilidade e buscam conquistar e se consolidar em credibilidade.

Em Santa Catarina o Instituto Mapa, que participa das eleições desde 1992, consolida-se como referência de assertividade em pesquisas de prévias eleitorais. Então, vem aí para debate público político e de jornalistas especializados muitas ´previsões do tempo eleitoral´.


José Nazareno Vieira, o Zeno, é pesquisador e diretor do Instituto Mapa.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing