logo-branco.png

15 de julho de 2024

Relatório de Pezenti que proíbe benefícios a importadoras de lácteos é aprovado


Upiara Comenta: Após muita negociação, a medida foi tomada pelo governo federal e elogiada, na época, por Pezenti. O que ele busca é garantir que isso se torne legislação e não apenas uma decisão do governo.


A Comissão de Agricultura da Câmara dos Deputados aprovou, na última reunião do ano realizada nesta quarta-feira, o relatório favorável do deputado catarinense Rafael Pezenti (MDB) ao Projeto de Lei 217/2023. A proposta proíbe a concessão de benefícios fiscais a indústrias que importarem lácteos para a fabricação de seus produtos. Atualmente, essas empresas usufruem do benefício de crédito presumido de PIS e COFINS.

Segundo Pezenti, a intenção é transformar em lei uma medida “convenientemente tomada pelo governo”.

O deputado argumenta que é crucial preservar a cadeia produtiva leiteira nacional, ameaçada pelo aumento expressivo do produto vindo do Mercosul, especialmente do Uruguai e da Argentina.

Ele afirma que essa situação prejudica os produtores brasileiros, que enfrentam margens reduzidas de lucro e carecem de mecanismos internos de proteção.

– O produtor brasileiro não consegue mais se manter na atividade e vamos pagar um preço muito alto por isso.

De acordo com dados da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), entre janeiro e setembro deste ano, o Brasil importou 1,5 bilhão de litros, superando todo o volume internalizado em 2022.

O Projeto segue agora para análise das comissões de Finanças e Tributação e de Constituição e Justiça, antes de ser submetido à votação em Plenário.


Foto: Divulgação.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing