logo-branco.png

15 de julho de 2024

TJSC elege primeira desembargadora promovida com base em resolução do CNJ que segue critério de gênero

TJSC elege primeira desembargadora promovida com base em resolução do CNJ que segue critério de gênero

A magistrada Érica Lourenço de Lima Ferreira foi eleita, nesta quarta-feira, 19, com 49 votos, durante Sessão do Pleno, do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, para o cargo de desembargadora. Ela é a primeira mulher a ser promovida com base na Resolução 525/23 do Conselho Nacional de Justiça, que busca alcançar a proporção mínima de 40% de desembargadoras nos cargos de carreira.

A medida recente do CNJ prevê que as vagas pelo critério de merecimento sejam preenchidas, de forma alternada, por meio de dois tipos de edital: um exclusivo para mulheres e outro misto, com participação de juízes e juízas.

“A sensação é de dever cumprido, com uma responsabilidade maior ainda porque entrei em uma vaga muito disputada e polêmica, uma vaga da resolução do CNJ feminina. Isso é muito emblemático para nós mulheres e eu espero que eu possa vir a contribuir com o tribunal catarinense”, disse a nova desembargadora.


Foto: Cristiano Estrela

Os colunistas são responsáveis pelo conteúdo de suas publicações e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Upiara.

Anúncios e chamada para o mailing