logo-branco.png

18 de junho de 2024

Nós gostamos das entregas, mas amamos as promessas

Nada é mais frustrante do que lidar com políticos que já se consideram favoritos em suas cidades. É simples de entender. Quando esses políticos e seus seguidores acham que já têm tudo sob controle, simplesmente ignoram a necessidade de uma estratégia sólida.

Preferem seguir fazendo as coisas do jeito deles, sem se preocupar com mais nada. Por outro lado, aqueles que estão atrás nas pesquisas agem de forma diferente, seguindo todas as regras e buscando aprimorar sua abordagem.

Estratégia e táticas podem parecer complicadas e trabalhosas. Lidar com a parte digital, administrar uma agenda lotada, gravar vídeos, lidar com opiniões divergentes, delegar responsabilidades e confiar nos outros são apenas algumas das muitas decisões interligadas que precisam ser tomadas.

As campanhas políticas já passaram por diferentes eras, desde a era da mídia de massa até a época das ferramentas de marketing. Hoje, estamos na era da estratégia, onde a diferença não está nas ferramentas, mas sim na maneira como são usadas.

É crucial perceber que muitas das melhores campanhas políticas que veremos em 2024 nem mesmo utilizarão publicidade tradicional, com slogans e fotos em studio. Em vez disso, concentrarão seus esforços na criação de uma narrativa envolvente e conteúdo relevante, como temos visto com os prefeitos que fazem sucesso no TikTok. É uma integração fascinante entre o meio e a mensagem.

Um exemplo simples do que estou tentando transmitir é o seguinte: algumas pessoas adoram receber flores, mas na verdade estão mais interessadas no que está escrito no cartão. Da mesma forma, a comunicação política não pode ser tediosa. Não há paciência para um candidato que se considera perfeito e só fala de si mesmo o tempo todo, ou um candidato a vereador que não consegue manter uma conversa por 30 minutos sobre qualquer coisa que não seja política.

As campanhas políticas precisam de uma narrativa emocionante, assim como as flores precisam de um cartão. Os políticos adoram entregas, mas o que realmente queremos são as promessas. Queremos a esperança de um futuro melhor, ou pelo menos menos sombrio.

A estratégia estará presente no dia a dia das campanhas, refletindo no comportamento do político e na maneira como ele se relaciona com as pessoas. Será sobre se fazer presente sem se autoelogiar, mas sim gerando conexão genuína com as pessoas.

O sucesso eleitoral em 2024 será caracterizado pelo reconhecimento da população de que um candidato é um bom político, mesmo que eles não consigam explicar exatamente por quê. Será uma soma de percepções e elementos construídos ao longo do tempo. Se eu vejo o prefeito trabalhando todos os dias, ele é trabalhador. Quem precisa afirmar que é trabalhador é por que certamente não é.

Os colunistas são responsáveis pelo conteúdo de suas publicações e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Upiara.

Anúncios e chamada para o mailing