logo-branco.png

12 de junho de 2024

Prefeito de São José rebate críticas de jornalistas sobre compra de fuzis

O prefeito de São José, Orvino Coelho de Ávila (PSD), usou as redes sociais nesta sexta-feira (10) para rebater o site Uol, que o acusou de fazer “marketing de violência” pela compra de fuzis para a Guarda Municipal. Ele foi atacado pelos jornalistas Tales Faria e Ricardo Kotscho em vídeo no You tube.

Indignado, Orvino desabafou, também em vídeo. Ele reafirmou a importância da compra do armamento para a segurança da população – “qual o problema de um prefeito querer proteger sua cidade?” – e rebateu os questionamentos sobre a autorização para uso de fuzis pela corporação, sugerindo que Faria e Kotscho “leiam o jornal onde trabalham”. “O próprio Uol diz que foi o presidente Bolsonaro que permitiu”, disse.

Chamado de “bolsonarista típico” pelos jornalistas, Orvino reforçou, ainda, seu posicionamento de direita. “Isso para mim é um elogio. Sou de direita, votei no Bolsonaro, sou cristão e defendo a família”, disse.

O assunto ganhou repercussão nacional essa semana depois que o prefeito gravou um vídeo com as armas na mão, junto com agentes de segurança. Na postagem, Orvino afirmou que está com “cara de felicidade” e que vai “colocar os bandidos na cadeia”. No Instagram, ele escreveu: “Arma de primeiro mundo para nossa Guarda. Os bandidos que corram. Porque aqui o trabalho não para”.

Para reforçar o trabalho da GM, a prefeitura de São José entregou fuzis 556, espingardas, carabinas 9mm e lançador de granadas. Em texto publicado nesta sexta-feira (10) no site oficial, o Executivo informou investimentos também em munições, munições de borracha, granadas, cartuchos de spark, sprays pimenta, coletes balísticos, uniformes, coturnos e drones.

“Além dos equipamentos de segurança, a Guarda Municipal de São José também foi equipada com cinco novas viaturas: um modelo equinox e quatro viaturas trackers. Ao total, um investimento de mais de 2 milhões. Há ainda a previsão de novas pistolas também”, registrOU o portal.

________________________________________________________________________________________________________________
Orvino foi atacado depois de fazer postagem sobre compra de armamentos para a Guarda Municipal de São José. Foto: reprodução, PMSJ

Os colunistas são responsáveis pelo conteúdo de suas publicações e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Upiara.

Anúncios e chamada para o mailing