logo-branco.png

12 de junho de 2024

De olho no centro e na tradição, MDB-SC estuda lançar Fachini pré-candidato a prefeito de Joinville

Ausente do cenário pré-eleitoral de Joinville, o MDB estadual estuda lançar o ex-vereador Rodrigo Fachini como pré-candidato a prefeito

Diante de resistência do deputado estadual Fernando Krelling (MDB) em assumir uma pré-candidatura a prefeito em Joinville e apostando na importância de colocar o 15 na urna em Joinville, o MDB estadual vem pensando em lançar o ex-vereador Rodrigo Fachini (MDB), que voltou ao partido este ano após passagens pelo PSDB e pelo Podemos, como pré-candidato a prefeito no maior colégio eleitoral do Estado.

Hoje o MDB está solto no tabuleiro joinvilense – nem tem pré-candidatura própria, nem está acoplado aos projetos do prefeito Adriano Silva (Novo) e do deputado estadual Sargento Lima (PL), que tem polarizado as atenções na pré-campanha na cidade. Com duas candidaturas à direita, existe a avaliação de que cabe no tabuleiro uma candidatura de centro e vinculada à tradição emedebista na cidade – que já governou o município com Luiz Henrique da Silvera e Udo Döhler.

A estratégia também está vinculada ao discurso que tem sido apresentado por lideranças estaduais como os deputados federais Carlos Chiodini e Valdir Cobalchini, e o presidente da Assembleia Legislativa, Mauro de Nadal, que tentam posicionar o MDB fora da polarização política entre o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) e o presidente Lula (PT). Ou, como disse Nadal no Cabeça de Político, a ideia de que “as pessoas estão cansadas da briga”.

A conversa ainda precisa ser assimilada em duas pontas: o MDB municipal e o próprio Fachini, hoje pré-candidato a vereador. Em 2020, Fachini deixou o partido por divergências com Udo Döhler e Krelling, concorrendo a vice-prefeito na chapa de Darci de Matos (PSD), terminando em segundo lugar. Krelling ficou em terceiro, mas foi reeleito deputado estadual em 2022 e é a principal liderança do partido na cidade.

A volta de Fachini foi avalizada por Krelling este ano. Se optar por ser candidato a prefeito, Fachini pode ter que abrir mão da segurança de um mandato de vereador pela visibilidade de uma candidatura a prefeito com dificuldades de arrancada e enfrentando o favoritismo dos candidatos à direita.


Foto: Rodrigo Fachini pode ser a opção do MDB em Joinville.
Crédito: Facebook de Rodrigo Fachini.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing