logo-branco.png

19 de abril de 2024

Ana Paula diz que Lula e Décio conversam sobre Sebrae e fala sobre cargos federais em SC

A deputada federal Ana Paula Lima (PT) confirmou as articulações para que Décio Lima (PT) seja o novo presidente do Sebrae nacional. Entrevistada no quadro Plenário, na Rádio Som Maior, a petista disse que o marido, que concorreu ao governo do Estado em 2022, viajou a Brasília para um encontro com o presidente Lula (PT) para tratar do tema. Ela ressaltou a capacidade de Décio Lima para o cargo, onde teria a função de interlocutor entre a sociedade, governo e empresariado.

Em entrevista ao quadro Plenário, da rádio Som Maior nesta sexta-feira, a deputada afirmou que acompanhou o processo de evolução da organização de micro e pequenas empresas em Santa Catarina, cujo embrião em Blumenau se deu com “micro e pequenos empresários descontentes com o governo”. Ana Paula relembra a trajetória de Décio Lima como gestor, tanto como prefeito como superintendente do porto de Itajaí, reforçando a capacidade de “contribuir onde possa ser útil”.

– Realmente o presidente Lula chamou o Décio para conversar sobre essa possibilidade. Não há nada concreto ainda. Pela qualificação do Décio, pela história da micro e pequena empresa em Santa Catarina, que depois permeou todo nosso país. Décio foi um excelente gestor, tanto na prefeitura de Blumenau quanto no porto, tem conhecimento dessa área. O presidente Lula chamou para uma conversa, isso não quer dizer que será ou não presidente do Sebrae. Esperamos que onde o Décio possa ser útil, ele contribuirá muito. Será o interlocutor entre a sociedade, o meio empresarial e o governo Lula.

A deputada voltou a atribuir o atraso na definição dos demais cargos federais em Santa Catarina aos atentados do dia 8 de janeiro, mas pregou celeridade nos anúncios. As últimas conversas estariam sendo feitas, junto aos ministros, antes do martelo ser batido.

– Queremos resolver o mais rápido possível, preferencialmente na próxima semana. Houve nomes ventilados. Não tenho conhecimento de todos, mas o DNIT precisa ter um engenheiro de carreira, não pode ser outra pessoa. Já tivemos o engenheiro João José, do quadro do governo federal, já esteve frente ao órgão durante o governo Lula e o governo Dilma. É um nome interessante, que conhece a estrutura do DNIT, é do quadro de carreira do governo e tem qualificação para ocupar a função.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing