logo-branco.png

19 de abril de 2024

Gestores da Amesc reivindicam serviços de alta complexidade em Arararanguá

Atendendo a uma proposição do deputado Tiago Zilli (MDB), a Assembleia Legislativa promoveu, na manhã desta sexta-feira, uma reunião para que os representantes dos 15 municípios que compõem a Associação de Municípios do Extremo Sul Catarinense (Amesc) pudessem apresentar para o governo do Estado as demandas da região na área da saúde.

No encontro, que contou com a participação da secretária de Estado da Saúde, Carmen Zanotto (Cidadania), a principal reivindicação foi pela habilitação de serviços em alta complexidade e a aquisição de equipamentos para o Hospital Regional de Araranguá (HRA).

Conforme a secretária da Saúde de Meleiro e coordenadora do Colegiado Intergestor Regional do Extremo Sul, Elixsandra Mota, mesmo o HRA sendo referência em atendimento hospitalar, totalmente feitos via SUS, a unidade não realiza certos tipos de cirurgias, fazendo com que a população local tenha que buscá-las em outras regiões.

– Na verdade, os municípios se abraçam para poder trabalhar. Pelo fato de não termos alguns tipos de procedimentos e de cirurgias no Hospital Regional de Araranguá, temos que ter pactuações no Hospital São José, de Criciúma, e no Nossa Senhora da Conceição, de Tubarão, que são de outras regiões.

Em resposta, Carmen Zanotto afirmou que o governo já vem trabalhando para atender a fila de 105 mil pessoas que aguardam por cirurgias no estado, com algumas ações já sendo implementadas para a região do Extremo Sul.

Ela afirmou que já foi publicada a resolução que autoriza o HRA a fazer as habilitações para realização de procedimentos em alta complexidade, sobretudo em ortopedia.

– Nós temos muitos pacientes aguardando cirurgias de ombro, quadril, joelho, coluna, entre outros procedimentos e o Estado vai fazer o pagamento com as habilitações estaduais para os hospitais que cumpram os critérios do Ministério da Saúde.

Ao final, o deputado Tiago Zilli qualificou o encontro como positivo para que os municípios da Amesc pudessem apresentar as suas reivindicações e conhecer as medidas planejadas pelo governo do Estado para a área da saúde.

– Esse foi um marco para que pudéssemos aproximar os secretários municipais de saúde e a secretária Carmen Zanotto. E o que destaco é isso, foram apontadas as soluções e a maneira como tudo vai ser feito, em parceria com o Estado.

A Amesc é integrada por Araranguá, Balneário Arroio do Silva, Balneário Gaivota, Ermo, Jacinto Machado, Maracajá, Meleiro, Morro Grande, Passo de Torres, Praia Grande, Santa Rosa do Sul, São João do Sul, Sombrio, Timbé do Sul e Turvo.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing