logo-branco.png

19 de abril de 2024

Antonieta de Barros se junta a Anita Garibaldi, as duas catarinas no Livro de Heróis e Heroínas da Pátria

O presidente Lula (Pt) sancionou nesta quinta-feira o a lei que inscreve o nome da catarinense Antonieta de Barros no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria, que se encontra no Panteão da Pátria e da Liberdade Tancredo Neves, em Brasília. A sanção foi publicada hoje no Diário Oficial da União. Antonieta foi deputada estadual em Santa Catarina por dois mandatos, sendo a primeira mulher negra eleita para o parlamento em todo o país.

A nova heroína da pátria nasceu em Florianópolis em 1901 e exerceu mandatos entre 1935 e 1937 e entre 1947 e 1951.

Antonieta de Barros é o 51º nome inscrito no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria. Além dela, há apenas mais um homenageado de Santa Catarina. É a lagunense Anita Garibaldi, conhecida por lutar na Revolução Farroupilha e no processo de unificação da Itália, que lhe valeu o epíteto “Heroína dos Dois Mundos. Sua inclusão foi sancionada em 2012, pela então presidente Dilma Rousseff (Pt).

Curiosamente, os projetos que incluíram Antonieta de Barros e Anita Garibaldi no Livro dos Heróis e Heroínas da Pátria foram apresentados por parlamentares de outros Estados. O projeto sancionado hoje é de autoria de Alessandro Molon (Psb do Rio de Janeiro), enquanto a homenagem à lagunense teve como origem projetos das senadoras Serys Slhessarenko (Pt do Mato Grosso) e Lúcia Vânia (Psdb de Goiás)

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing