logo-branco.png

15 de abril de 2024

Décio propõe parceria para voltar a movimentar contêineres no Porto de Itajaí

O presidente do Sebrae, Décio Lima (PT), a pedido do presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva (PT), se reuniu nesta segunda-feira com a comunidade portuária e as autoridades locais de Itajaí para assumir compromisso, por parte do governo federal, com a volta imediata da movimentação de contêineres, por meio de uma parceria com o Porto de Santos. A reunião aconteceu na sede do Porto de Itajaí. A proposta deve garantir a manutenção da autoridade portuária pública e municipal, além da utilização de mão de obra local.

O “plano de salvação” para o porto foi discutido e aprovado no domingo por todas as categorias de trabalhadores portuários da cidade.

Segundo Décio, a parceria com o Porto de Santos foi a alternativa mais ágil encontrada para retomada das operações em Itajaí. A medida deve ser efetivada em cerca de um mês e, para gerenciar as atividades, o vice-prefeito de Itajaí, Marcelo Sodré (PDT), assumirá a superintendência.

– Nós queremos evitar que o Porto de Itajaí pare. Isto que é importante, neste momento, para garantir renda, movimentação econômica e que a mão de obra portuária não fique desassistida, sem salários, como estamos vendo nestes meses. É lamentável e muito triste para o povo de Itajaí e de Santa Catarina.

Ele afirma que a proposta para o Porto de Itajaí será apresentada ao ministro dos Portos e Aeroportos, Márcio França, nesta terça-feira, em audiência em Brasília.

– O Porto de Itajaí continuará com a Autoridade Portuária Municipal, esse conceito não será alterado. Para resolver rapidamente o problema de não termos navios, parte da operação do Porto de Santos viria operar no Porto de Itajaí. Se amanhã o ministro dos Portos definir essa formulação, no máximo em 30 dias teríamos navios aqui operando, movimentando cargas e os trabalhadores portuários teriam renda. Em ato contínuo, vamos discutir o edital definitivo por 30 anos ou a ampliação do contrato transitório para 24 meses.

A parceria com o Porto de Santos possibilitará a vinda de parte das operações portuárias para Itajaí, com o fornecimento dos equipamentos necessários e a utilização da mão de obra local. Ele ainda enfatizou a importância de tornar a Superintendência do Porto de Itajaí uma empresa pública para gerenciar a concessão definitiva do terminal à iniciativa privada.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing