logo-branco.png

19 de abril de 2024

Jorginho quer Psd, Podemos ou União na pasta de Turismo, Cultura e Esporte; Mdb só na Infraestrutura

Em política, matemática não é uma ciência exata. Semana passada, na reunião com o governador Jorginho Mello (Partido Liberal), o trio emedebista composto por Carlos Chiodini, Mauro de Nadal e Moacir Sopelsa disse claramente que o partido deseja ocupar duas secretarias no novo governo. Aritmética simples: se o Progressistas com três deputados estaduais terá uma pasta, o Mdb com seis cadeiras que duas.

A fala dos emedebistas não sensibilizou o governador. A conta é mais complexa nas calculadoras do Centro Administrativo. Ao Mdb foi oferecida a Secretaria de Infraestrutura, capilarizada por todo o Estado, finalística, com muitas obras para tocar. Incomparável com a futura Secretaria de Indústria, Comércio e Serviços, parte da divisão em três da atual Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável, que foi oferecida ao Progressistas e deverá ser ocupada por Sílvio Dreveck.

Os emedebistas cobiçam a Secretaria de Turismo, Cultura e Esporte, que será recriada na reforma de Jorginho. No entanto, o governador tem outros planos para essa estrutura. A ideia é trazer mais um partido para o governo, selando de cara uma base de 23 parlamentares na Assembleia Legislativa. Seriam os 11 do Partido Liberal, os seis do Mdb, os três Progressistas e mais três de um quarto partido. Esse novo elemento pode ser o Psd, o Podemos ou o União Brasil, quem acertar primeiro.

Claro que todas essas conversas passam também pela definição da presidência da Assembleia Legislativa. Mauro de Nadal (Mdb) é candidato a voltar ao cargo que ocupou em 2021, com apoio da maior parte dos blocos parlamentares costurados no gabinete de Júlio Garcia (Psd) para garantir espaços nas comissões diante da superbancada do Partido Liberal. Por outro lado, Zé Milton Scheffer tem o apoio do Partido Liberal e de dissidentes pontuais das demais bancadas. Júlio Garcia já sabe que Jorginho prefere apoiá-lo em nome de consenso do que sair chamuscado em uma disputa entre Nadal e Zé Milton.

A possível entrada de Psd, Podemos ou União Brasil no secretariado anima os suplentes dos partidos. Estão na fila Zé Caramori (Psd), ex-prefeito de Chapecó e aliado do prefeito João Rodrigues (Psd), o ex-deputado estadual Laércio Schuster (União) e Daniel Cândido (Podemos), ex-prefeito de São João Batista e adjunto na pasta de Desenvolvimento Social no governo de Carlos Moisés (Republicanos).


Sobre a foto em destaque:

Os sinais de Jorginho Mello. Foto: Ricardo Wolffenbüttel, Secom.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing