logo-branco.png

18 de junho de 2024

Projeto prevê mudança do nome do Elevado Dias Velho e retirada de estátua

Projeto protocolado pela vereadora Elenira Vilela (PT) na Câmara de Florianópolis pretende mudar o nome do Elevado Francisco Dias Velho. O objetivo é que a estrutura passe a ser denominada Conradine Taggesell (1933-2019), para homenagear a primeira mulher catarinense formada em engenharia.

A mudança do nome do Elevado Dias Velho

A proposta também prevê a retirada e colocação da estátua de Dias Velho no Museu Florianópolis e instalação de um novo monumento no local para representar Conradine.

A vereadora justifica que “existe um momento crescente contra estátuas de figuras históricas ligadas à escravidão, sendo eles generais, colonizadores e até mesmo bandeiras que, hoje, são vistos como símbolos de violência e segregação”.

Elenira entende que o fundador da cidade deve ser compreendido “como um bandeirante que, desde a juventude, participou de inúmeras expedições em que indígenas foram assassinados e escravizados” e que esteve “envolvido em diversas bandeiras pelo litoral catarinense, escravizando indígenas guaranis e os revendendo no litoral de São Paulo e São Vicente”.

Uma figura como essa, responsável não só por se apossar de terras que já eram habitadas por indígenas, mas também pela escravização e extermínio de pessoas indígenas e negras, não pode continuar sendo alçada a herói em nosso município – justifica a autora.

Conradine, relata a vereadora, foi pioneira na engenharia e trabalhou por 30 anos na extinta estatal Rede Ferroviária Federal, e teve uma história de superação, com o tratamento de dois cânceres e a morte de seus dois únicos filhos.

Os colunistas são responsáveis pelo conteúdo de suas publicações e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Upiara.

Anúncios e chamada para o mailing