logo-branco.png

23 de maio de 2024

O que prometeu Renan Filho em SC (e a ministrofobia de Jorginho Mello)

Renan Filho e lideranças políticas catarinenses cortam a faixa para inagurar o viaduto no entrocamento da BR-470 com a BR-101 em Navegantes. Ao lado da senadora Ivete da Silveira, o secretário estadual Jerry Comper representou o ausente Jorginho Mello.

Antes de mais nada, alguém deveria ajudar o governador Jorginho Mello (PL) a curar sua ministrofobia.

Toda vez que um ministro ou algum nome relevante do governo do presidente Lula (PT) vem a Santa Catarina, o governador catarinense escala um representante. Dessa vez, mais uma vez, foi o secretário estadual de Infraestrutura Jerry Comper (MDB) participar da visita do ministro Renan Filho (MDB), dos Transportes.

Uma visita marcada por duas inaugurações: o Ponto de Passagem e Descanso para caminhoneiros na BR-101 em Palhoça, a cargo da concessionária Arteris, e o viaduto no entroncamento entre as BRs 101 e 470 em Navegantes, a cargo do DNIT-SC.

Uma passagem já agendada, mas que ganhou peso político maior por acontecer poucos dias depois do deslizamento que interrompeu a BR-101 no Morro dos Cavalos, praticamente isolando o Sul do Estado mais uma vez naquele ponto.

Nas redes sociais, o governador Jorginho Mello disse que vai cobrar a realização dos túneis que dariam solução definitiva para a região. Hoje, a obra é literalmente incobrável: ela não faz parte do contrato de concessão que vence em 2032 e não pode ser executada pelo governo federal em trecho concessionado.

Com os pés na BR-101, Renan Filho endossou o debate aberto pela própria Arteris para a chamada otimização do contrato – inclusão de obras em troca de mais tempo de contrato e revisão das tarifas de pedágio.

Jorginho não estava lá. Estava em São Paulo com a secretária estadual Carmen Zanotto (Cidadania), da Saúde, em uma apresentação no Hospital Sírio-Libanês para uma parceria que já rendeu vídeo para as redes sociais, mas ainda não detalhada.

A cobrança ao vivo, a conversa olho no olho, com o principal responsável pelas ações de infraestrutura do governo federal, Jorginho deixou para outro momento. Terá chances.

Renan Filho prometeu voltar ao Estado duas vezes nos próximos meses: no lançamento da ordem de serviço para as obras de reconstrução do trecho entre Chapecó e Maravilha de BR-282 e na inauguração do Contorno Rodoviário da Grande Florianópolis.

Talvez Jorginho encontre agenda para esses atos. Mas é bom Jerry Comper estar preparado para ser chamado.

A ministrofobia pode aparecer mais uma vez.



Foto: Renan Filho e lideranças políticas catarinenses cortam a faixa para inagurar o viaduto no entrocamento da BR-470 com a BR-101 em Navegantes. Ao lado da senadora Ivete da Silveira, o secretário estadual Jerry Comper representou o ausente Jorginho Mello.
Crédito: Márcio Ferreira, Ministério dos Transportes.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing