logo-branco.png

15 de julho de 2024

Evandro Neiva, novo secretário de Turismo: “Quero parar de falar de Santur. Quero falar de SC”

A gestão da secretaria de Estado de Turismo, criada a partir da estrutura da Santur pela reforma administrativa, será marcada por um “calendário prolongado” e pela presença ainda maior da iniciativa privada no mercado do turismo em Santa Catarina. Quem promete é o atual secretário da pasta, Evandro Neiva, em entrevista nesta segunda-feira ao quadro Plenário, na rádio Som Maior.

Neiva afirma que o ponto de partida para o turismo local se dá em investir no dinamismo dos destinos que o Estado proporciona. Além do investimento no litoral, ou no “sol e mar”, o secretário mira parcerias com o empresariado para alcançar rotas turísticas voltadas ao interior catarinense.

– Temos que fazer novamente o catarinense conhecer o Estado, fazer novamente o catarinense ter orgulho do Estado. Temos que ter duas linhas no planejamento: uma interna e outra externa. Trabalharemos em vender Santa Catarina como um todo, o calendário completo. O sol e o mar foram importantes para nossa matriz econômica, mas se desenvolveu toda uma linha turística nas outras regiões e fazer com que o Estado cresça como um todo. Vamos impulsionar o microempreendedor e fazer parcerias com os empresários que trabalham hoje no turismo. Temos que andar paralelamente com eles.

Para tal, o secretário diz que a antiga Santur, autarquia catarinense voltada ao desenvolvimento turístico no Estado, foi trazida para tutela do governo a partir da reforma administrativa – que a transformou em secretaria e que será, posteriormente, integrada a demais pastas da gestão de Jorginho Mello (PL).

– Turismo também é infraestrutura, e infraestrutura custa caro. Temos que, antes de falar e fazer algo, temos que fazer um estudo de impacto para cada tipo de equipamento. Temos que avaliar equipamento por equipamento, para saber em que precisamos de parcerias público-privadas ou outros que podemos tocar a partir do Estado de maneira pública. Não é só fazer, é manter. O turismo não é uma pasta isolada, tem que andar junto com o governo, à Infraestrutura, Fazenda, Procuradoria, todas as demais pastas.

Elogiando a decisão do governador, Evandro lembra a grande fatia representada pelo turismo no PIB estadual; de forma a defender o foco estadualizado no desenvolvimento das atrações “de Santa Catarina”, pois há de se “esquecer o nome Santur”.

– Eu tecnicamente defendo muito que esporte e cultura é fomento. Em algumas cidades pode-se até estar junto com desenvolvimento econômico, mas, na minha opinião, tecnicamente falando, é fomento. É educação, continuidade. A gestão é diferente do Turismo. Em um Estado como o nosso, com todo este potencial, com 12 ou 13% de relevância no nosso PIB, precisamos ter uma gestão focada nos elementos do Turismo.


Sobre a foto em destaque:

Evandro Neiva durante a posse como secretário de Turismo. Foto: Cristiano Andujar, Secom-SC.

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing