logo-branco.png

14 de abril de 2024

A coluna de Cláudio Loetz estreia dia 15 de janeiro

Claudio Loetz, colunista de economia do upiara.net

Por Upiara Boschi

Durante 22 anos, o jornalista Cláudio Loetz marcou época em um jornal que marcou época. Nas páginas de economia do A Notícia, de Joinville, primeiro como repórter, depois como colunista, Loetz mostrou a força da produção industrial da maior e mais rica cidade do Estado, sem deixar de prestar atenção aos fatos de todos os setores econômicos de Santa Catarina e do Brasil – incluindo o peso das decisões políticas sobre os rumos do dinheiro.

Foi ao lado do colega Claudio Loetz que sentei em setembro de 2007, quando cheguei à redação do A Notícia em Joinville para dar sequência aos meus primeiros passos como jornalista político. Sempre generoso, ele foi um dos colegas que fizeram quase automática a minha adaptação àquela redação de profissionais tão talentosos, com os quais tanto aprendi. É uma honra abrir espaço aqui no site Upiara para a volta da coluna de Cláudio Loetz, cujo olhar tanto tem feito falta na cobertura da economia joinvilense, catarinense e brasileira.

Loetz tem hoje 44 anos de carreira, metade deles no A Notícia – de 1990 a 2021. As páginas e colunas agora são meras metáforas da memória do impresso. O que não muda é a essência – a apuração bem feita, a análise bem pensada, a escolha pertinente dos assuntos. Bem-vindo, Loetz. A partir de 15 de janeiro este espaço é seu.

Para marcar o momento, resgato algumas palavras que você mesmo escreveu quando completou 30 anos de carreira, já no período em que a NSC Comunicação havia adquirido a marca A Notícia.

“Completo, neste 15 de junho de 2020, 30 anos de atividade jornalística ininterrupta no “A Notícia”. Em três décadas de reportagem e colunismo especializado, foram muitas as transformações tecnológicas, gerenciais e de comando editorial vivenciadas, de trocas de equipes, de novos aprendizados.

Sim, o mundo e as pessoas se modificam. Se aprimoram. Ao menos tentam. Ao longo de 30 anos foram muitas as manhãs, tardes, noites, fins de semana e feriados em busca pela melhor informação para trazer aos leitores aquilo que mais importa(va) no cenário econômico e político de Joinville e de Santa Catarina.

Jornalismo se fazia com máquina de escrever; com telefone preto. Usava-se lauda para redigir, havia mata-borrão para o caso de erros na grafia ou no conteúdo desejado. Depois, vieram o computador, o celular — também preto-tijolo —; hoje, com alguns cliques, o texto sai do próprio celular para o editor ou para publicação direta, pronta para o leitor, que agora é internauta.

Tantas coisas… Daria para escrever um livro. Ou vários. E continuamos aqui, a cada dia, procurando notícias.”

Os colunistas são responsáveis pelo conteúdo de suas publicações e o texto não reflete, necessariamente, a opinião do site Upiara.

Anúncios e chamada para o mailing