logo-branco.png

15 de abril de 2024

Novo presidente do PSD-SC, Eron defende Ceron e projeta eleições de 2024 e 2026

O PSD se reorganizará para buscar o protagonismo nas eleições municipais em 2024 e, sobretudo, mirando a candidatura ao governo do Estado em 2026. Em palavras do presidente estadual recém-empossado do partido, Eron Giordani, o PSD conta com um leque de nomes que podem viabilizar candidaturas fortes que contarão com liberdade dentro da legenda para se alçarem ao governo. Durante entrevista ao quadro Plenário, da rádio Som Maior desta terça-feira, Giordani comentou as estratégias para os anos que seguem, além da prisão do prefeito Antônio Ceron (PSD), preso na última semana durante a operação mensageiro.

Para o presidente, eleito após decisão unânime das bancadas federal e estadual, prefeitos e executiva partidária, as eleições de 2022 mostraram a força do PSD – que não lançou candidatos ao governo estadual.

– Nós, hoje, temos um número de prefeitura muito alto, uma bancada de três deputados estaduais e dois federais. Somos fortes o suficiente para sermos os protagonistas, não coadjuvantes. Portanto, se depender da minha vontade e do meu trabalho, teremos sim candidaturas às prefeituras municipais, na ordem de 200, e sairemos fortes deste processo para sermos protagonistas em 2026.

Citando nomes dos prefeitos de Chapecó e Florianópolis, Giordani afirma que dará liberdade para demais filiados buscarem articular as próprias candidaturas – tendo em vista a disputa por mais de 280 prefeituras em 2024.

– Para as eleições de 2026, temos excelentes nomes. E essa presidência vai deixar a liberdade para que quem desejar formar um projeto tenha total apoio. Temos o prefeito de Chapecó João Rodrigues, que precisa passar por um processo reeleição, que deseja, e também disse que sonha em ser governador do Estado. Do mesmo modo, o prefeito de Florianópolis Topázio Neto, que vem fazendo um excelente trabalho, buscando a reeleição. O próprio Napoleão Bernardes, o prefeito Thomé, enfim. São nomes que podemos aproveitar.

Em Criciúma e Joinville, cidades em que o PSD tem força, o quadro é diferente e deverá ser debatido apenas após conferência com a executiva estadual, marcada para o dia seis de março.

– Em Criciúma temos o deputado federal eleito Ricardo Guidi, o atual vice-prefeito Ricardo Fabris, que são dois quadros interessantes. Joinville, a partir com um debate com o ex-deputado Darci de Matos. Temos algumas alternativas e tentaremos uma renovação para oferecer à população de Joinville um nome para as eleições municipais.

Já em Lages, o presidente observa de longe a prisão do prefeito Antônio Ceron. Declarando amizade a Ceron, diz que confia nas condutas dele e que aguarda a apresentação da defesa antes de qualquer posicionamento.

– Creio que é necessário que transcorra o processo legal, que ele apresente sua defesa. Já presenciei situações que colegas de partido e de outros partidos passaram por algo semelhante e que no fim do processo foi demonstrado que não era aquilo que parecia ser. O tempo mostrará a verdade.

Giordani, que foi chefe da Casa Civil durante o governo Moisés (Republicanos), aproveitou para se posicionar a respeito do dissabor entre este e o governo de Jorginho Mello (PL). No início do mês, o secretário estadual da Fazenda Cleverson Siewert apresentou um balanço encomendado por Jorginho que acusava dívida bilionária herdada pela atual gestão.

– Essa troca de acusações é muito prejudicial. Perde-se um tempo muito importante e quem assume o governo precisa governar, olhando para frente. A apresentação com números se dá automaticamente com o balanço do ano, com o documento enviado ao Tribunal de Contas. E esse documento está para sair. A realidade saberemos no momento em que conhecermos o fechamento do balanço de 2022. Mais importante do que isso é que quem tem o dever de governar, que o possa o fazer sem procurar culpados e fantasmas. O próprio governador Moisés em 2019 também alegava ter herdado uma dívida de quase R$ 2 bilhões. Foi ajustando e encontrando soluções para isso.

 

COMPARTILHE
Facebook
Twitter
LinkedIn
Reddit

Anúncios e chamada para o mailing